15 das músicas mais conhecidas do carnaval de Pernambuco


Depois de conhecer os 10 frevos mais conhecidos de Pernambuco, vamos ouvir 15 das músicas que são conhecidas e tocadas no carnaval pernambucano. E que com toda a certeza vão tocar neste carnaval!

O post 10 dos frevos mais conhecidos de Pernambuco é um dos mais acessados do site. Ele foi feito por conta de uma dúvida de vários amigos meus a qual questionava a existência de outros frevos, além de Vassourinhas. Agora, para esses mesmo amigos e para você que visita este blog, vamos apresentar outras músicas que tocam no Carnaval de Pernambuco – pois nem só de frevo vive as festividades.

Frevo Nº 1

Apesar do frevo ser conhecido como um ritmo frenético, existem muitos frevos mais lentos, que são tocados especialmente em blocos de rua – que são muito comuns nos bairros mais tradicionais, tanto em Recife, quanto em Olinda.

Existe um trio de músicas compostas pelo cronista Antônio Maria Araújo de Morais (1921 – 1964) chamados Frevo Nº1, Nº2 e Nº3 do Recife. São frevos saudosistas, que destacam caracteristicas, locais e nomes do carnaval do Recife. Apesar de lentos, existem versões mais rápidas e animadas dele. Infelizmente, só encontrei para mostrar para você os Frevos Nº 1 e Nº 3.

Hino de Batutas de São José

Pernambuco tem muitos blocos de rua, e um dos mais conhecidos é o Bloco Batutas de São José – sendo São José um dos bairros de Recife. Este blocos competem tal qual escolas de samba, com passistas, figurino e tudo mais. O hino deste bloco é um dos mais tocados nos palcos e prévias carnavalescas, independente da presença do bloco.

Hino de Madeira do Rosarinho – Madeira que cupim não roi

O bloco Madeira do Rosarinho – Rosarinho é outro bairro de Recife – é um dos principais rivais do Batutas. Seu hino foi uma homenagem do compositor Capiba. Este hino fala do ano sobre o ano no qual o Madeira sofreu um revés quando uma chuva pesada começou a cair durante o desfile, arruinando o figurino e fazendo a escola perder o título daquele ano para o Batutas.

O Homem da Meia-Noite

Os bonecos de Olinda – cidade irmã de Recife – não podem faltar no carnaval. São vários pela folia, homenageando as mais variadas pessoas, ficticias ou não. Tem de tudo: políticos, cantores, apresentadores, e até personagens de filmes.

Quem começou isso tudo foi o homem da meia noite. Uma estranha homenagem de Benedito Barbaça e Luciano Anacleto de Queiroz ao filme O ladrão da meia-noite, onde um ladrão de classe, que saía de um relógio sempre à meia-noite, cada dia de um lugar diferente, causando pânico na cidade. Atualmente, o boneco do Homem da Meia-Noite tem uma esposa e um filho: a Mulher do Dia e o Menino da Tarde




Turbilhão

O cantor e compositor Moacyr Franco fez sua homenagem ao carnaval na música Turbilhão, e o carnaval pernambucano abraçou a música como uma de suas principais canções.

Evocação Nº 1

Mais um frevo de blocos, Evocação Nº 1 de Nelson Ferreira é uma homenagem aos velhos carnavais recifenses, citando nominalmente agremiações e personagens lendários da história do frevo.

Você deve estar se perguntando porque tantas canções “lentas”. Bem, muitas dessas são usadas em blocos de rua, pois os músicos andam por aí carregando seus instrumentos e precisam de momentos para recuperar o pique – para logo depois usar tudo em Vassourinhas. Da mesma maneira, o povo que está dançando e o cantor lá no palco precisam de um momento mais calmo para agitar logo em seguida.

Leão do Norte

Pernambuco também é conhecido como Leão do Norte. E usando desse apelido que Paulo César Pinheiro e Lenine comporam uma música que exalta as qualidades e as pessoas que representam Pernambuco, o estado onde nasceu o compositor Lenine.

Frevo Mulher

O sucesso de Zé Ramalho também faz sucesso em Pernambuco. Obrigatório tocar essa música quando o Zé Ramalho ou a Elba Ramalho fazem shows no Carnaval.


Bonecos de olinda

Bonecos de Olinda

Trombone de Prata

Mais uma daquelas canções que podem ser tocadas mais lenta ou mais rápida de acordo com quem estiver tocando. E mais uma das canções do mestre Capiba.

Ultimo Regresso

Outro grande compositor pernambucano é o Getúlio Cavalcanti. Ele possui várias obras, mas Ultimo Regresso se destaca pois é uma das principais músicas tocadas no Bloco da Saudade, um famoso bloco que prima pela nostalgia dos antigos carnavais. E a letra deste música é a nostalgia em forma de canção.

Chuva de Sombrinhas

Composta por André Rio, Nena Queiroga e Beto Leal, esta música virou um dos maiores ícone dos carnaval pernambucano e colocou André Rio como um dos melhores intérpretes de frevo.

Roda & Avisa

Alceu Valença é um dos melhores e mais queridos interpretes de frevo. Em Roda & Avisa, Alceu usa a música composta por J. Michiles para fazer uma homenagem ao José Abelardo Barbosa, o Chacrinha – Pernambucano da cidade de Surubim – considerado o maior comunicador de rádio e televisão do Brasil. Chacrinha é conhecido pela frase: “Na televisão, nada se cria, tudo se copia”.




Diabo Louro

Mais uma de J. Michiles. Muita gente acha que esta música é uma referência ao Corisco, um dos principais homens do bando de Lampião. Mas, segundo J. Michiles, é sobre uma mulher que ele viu em uma confusão durante um carnaval.

Bom demais

Foi com a música Bom Demais, gravada por Alceu Valença, que o nome de J. Michiles virou sinônimo de frevo.

Vampira

Pois é, gente. Mais uma vez temos um frevo de J. Michiles. Parece repetitivo, mas confie em mim quando digo que essas músicas tocam no Carnaval de Pernambuco e que o povo se anima com esses clássicos.

E aí, gostou das músicas que tocam no Carnaval de Pernambuco? Saiba que você vai ouvir elas várias vezes, principalmente se vier para Recife ou Olinda no próximo carnaval! Se gostou, use os botões abaixo para dar seu like e compartilhar este post nas suas redes sociais! Se tiver alguma dúvida ou quiser outro post com mais músicas, deixe seu comentário abaixo, seja pelo blog ou pelo seu Facebook!

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta