A verdade sobre o perigoso monóxido de dihidrogênio


Existem perigos causados pela desinformação. Muitas vezes lidamos com situações onde faltamos com atenção, o que acabam causando danos para nós mesmos e para outras pessoas. Existem verdades que devem ser ditas, mesmo que muitos não queiram ouvir. Este é um desses casos.

Venho através deste texto esclarecer sobre uma substância temida, sobre a qual muitas pessoas vem discutindo, tamanha a preocupação que ela causa. Ela é o monóxido de dihidrogênio.

poison_0

Por favor, peço para que leiam o texto original sobre o monóxido de dihidrogênio:

“Ban Dihydrogen Monoxide” written by the Coalition to Ban DHMO © 1988

Erradiquem o Monóxido de Di-hidrogénio – o Assassino Invisível

O Monóxido de Di-hidrogénio é incolor, inodoro, sem sabor e mata vários milhares de pessoas todos os anos.

Quais são os perigos do Monóxido de Di-hidrogénio?

A maioria destas mortes é causada pela inalação acidental do MODH, mas os perigos do Monóxido de Di-hidrogénio não acabam aqui. A exposição prolongada à sua forma sólida causa danos graves nos tecidos humanos. Nos sintomas da ingestão de MODH podem-se incluir transpiração e micção excessiva e possivelmente uma sensação de inchaço, náuseas, vómitos e desequilíbrio electrolítico do corpo. Para aqueles que se tornaram dependentes, a privação do MODH significa morte certa.

Factos do Monóxido de Di-hidrogénio

O Monóxido de Di-hidrogénio:

  • é também conhecido como ácido hídrico, e é o principal componente da chuva ácida.
  • contribui para o efeito de estufa.
  • no estado gasoso pode causar queimaduras graves.
  • acelera a erosão dos solos.
  • acelera a corrosão e oxidação dos metais.
  • pode causar curto-circuitos.
  • diminui a eficácia dos travões dos automóveis.
  • foi encontrado em tumores de pacientes terminais com cancro.

Alertas sobre o Monóxido de Di-hidrogénio

A contaminação está a atingir proporções epidémicas.

Quantidades significativas de Monóxido de Di-hidrogénio têm sido encontradas em praticamente todos os lagos, rios, albufeiras e reservatórios. A poluição é global e a contaminação foi encontrada, até, no gelo do Antárctico. Em vários países só o MODH já causou milhões de dólares de danos materiais.

Utilizações do Monóxido de Di-hidrogénio

Apesar do perigo, o Monóxido de Di-hidrogénio é frequentemente usado:
como solvente e refrigerante industrial.

  • em centrais nucleares.
  • na produção de poliestireno (Styrofoam);
  • como supressor e retardador de chama;
  • em várias formas cruéis de investigação com animais.
  • na distribuição de pesticidas. Mesmo após lavagem, o produto permanece contaminado por este químico.
  • como aditivo alimentar.

Parem o horror – Erradiquem o Monóxido de Di-hidrogénio.

Empresas despejam resíduos de MODH nos rios e oceanos e nada pode ser feito para as impedir porque esta prática continua a ser legal. O impacto na vida selvagem é enorme e não podemos dar-nos ao luxo de ignorar mais esta situação.

O Horror tem que ser parado.

A Comunidade Europeia recusou-se erradicar a produção, distribuição ou utilização deste produto devido à sua importância económica para a nação. De facto, a marinha e outras organizações militares estão a conduzir experiências com o MODH e a desenhar aparelhos caríssimos para controlá-lo e utilizá-lo em situações de guerra. Centenas de instalações militares recebem toneladas de MODH através de uma sofisticada rede de distribuição. Muitas armazenam grandes quantidades para uso posterior.

Não é tarde de mais

Actue AGORA para prevenir uma maior contaminação. Investigue mais sobre este químico perigoso. O que não conhece PODE magoá-lo e a outros por todo o mundo.

Visite DHMO.org

Agora que você leu este texto, o que você acha sobre esta substância?

Este texto tem por objetivo ilustrar como a falta de conhecimento científico e uma análise exagerada pode conduzir a temores injustificados. Embora não se saiba quem iniciou os textos contra o monóxido de dihidrogênio, vários alunos de faculdade replicaram e promoveram o assunto. Além disso, o assunto foi trazido à atenção do grande público em 1997 quando Nathan Zohner, um estudante de 14 anos de idade, fez um abaixo-assinado para banir o “DHMO” no contexto de seu projeto de ciência, intitulado “How Gullible Are We?” – Quão influenciáveis somos nós?

Monóxido de dihidrogênio pode soar perigoso para aqueles com um conhecimento limitado de química ou que adotam um ideal de vida “sem químicos”. Só o termo monóxido possui uma temida familiaridade, já que se refere ao gás altamente tóxico monóxido de carbono e ao envenenamento por monóxido de carbono.

A verdade

Pois bem, agora que você leu tudo isso, precisa saber que o monóxido de dihidrogênio é na verdade a água. Isso mesmo. A formula quimica é o H2O – H2/Dihidrogênio e O/Monóxido.

Agora que você sabe disso – ou sabia – pode usar este texto para pregar uma brincadeira com mais algumas pessoas…

Fonte

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta