As baratas sobrevivem a uma bomba atomica? 5 Comentários


Por muitos anos, o medo de uma guerra nuclear pairou por nossas cabeças durante a guerra fria. Depois dos ataques a Hiroshima e a Nagasaki, durante segunda guerra mundial, em meio as ruínas das cidades, os únicos sinais de vida foram das baratas. Desde esta época as pessoas acreditam que no caso do mundo acabar em uma hecatombe nuclear, apenas as baratas sobreviveriam. Seria isso verdade?

baratanuclear

Expuseram baratas a 1000 rads de cobalto 60, uma quantidade capaz de matar um ser humano em apenas 10 minutos.

Segundo os Mythbusters, é verdade. Em sue programa, eles já conduziram um experimento para tentar provar tal fato. Eles fizeram experimentos com baratas alemãs, e testaram o quanto de radiação elas aguentam. A principio, eles expuseram um grupo de baratas a 1000 rads (unidade de radiação) de cobalto 60 – uma quantidade capaz de matar um ser humano em apenas 10 minutos. Após um mês, metade das baratas ainda estavam vivas e ativas – impressionante levando em consideração que esses insetos possuem cerca de 6 a 9 meses de vida.

Mas eles fizeram ainda mais: aumentando a radiação para 10.000 rads, o equivalente a exposição da bomba atômica, 10% das baratas ainda estavam vivas após um mês. E por fim, aumentando a radiação para 100.000 rads, felizmente, constataram quenenhuma das baratas sobreviveu.

Entretanto, isso não quer dizer que as baratas dominarão o mundo, isso por que existem insetos que resistem ainda mais a radiação. Por exemplo, a mosca caseira pode sobreviver a 64.000 rads. E o Habrobracon, um tipo de vespa parasita, é capaz de sobreviver a 180.000 rads!

Fonte

Comentários

Comentários


Deixe uma resposta

5 pensamentos em “As baratas sobrevivem a uma bomba atomica?