Como Os Atos De Outros Interferem Em Nossas Vidas 3 Comentários


Decidi explicar neste post o que ocorreu comigo neste mês de Janeiro, e que atrapalhou todos os meus planos em relação aos meus blogs e podcasts. é um assunto delicado e bem pessoal, mas no fim, não poderia deixar de dividir estas experiências com meus colegas de internet, e, quem sabe, que sirva de experiência para outras pessoas.

Minha esposa tem um meio-irmão, por parte de mãe, que infelizmente se tornou assaltante e foi preso diversas vezes – e não somente isso, ele é burro, pois sempre andava em bando e era sempre quem portava a arma. Entre dois períodos de prisão, ele conheceu uma mulher com quem teve dois filhos, um menino e uma menina. Quando ele foi preso novamente, a mãe do menino, Alan, deixou a criança com pouco mais de 3 anos aos cuidados da avó, minha sogra, na epoca que minha esposa tinha pouco mais de 15 anos. As duas criaram o menino, e minha esposa – a qual não conhecia na epoca – sentiu como se ele fosse um filho dela.

Acontece que o Alan, conforme crescia, apesar de ser um menino muito esperto e inteligente, queria ganhar asas pelo mundo, e sua rebeldia de pré-adolescente fazia com que desconsiderasse sua avó e tia. Por fim, começou a andar com más companhias, e criou inimizades com o que aprontava pelo bairro barra pesada. Nessa época, já estava em meu relacionamento com minha esposa, quando ele foi ameaçado de morte, e não pode mais ficar na casa de avó. Acabou se tornando criança de rua, e chegou a frequentar alguns programas de auxilio a menores nesta situação – os quais sempre eu e minha esposa iamos inscreve-lo. Nesta epoca, minha esposa estava grávida de nosso filho, e eu a acompanhava – horrorizado – nos mais diversos e remotos lugares da região metropolitana do Recife, onde ficavam abrigos e projetos para menores infratores – embora ele ainda não fosse um.

Foi quando ocorreu uma confusão. O Alan estava ajudando a limpar alguns bares em troca de lanche, quando um grupo de menores assaltou um delegado e sua esposa em seu carro. A policia rapidamente chegou e prendeu todos, inclusive o Alan, mesmo com os infratores e o dono de um dos bares avisando aos policiais que ele nada tinha com a história. Mesmo assim, ele foi levado, e ficou alguns anos na Fundac, deixando como estava, pois por lá, ele estaria livre das ameaças de morte…

Passaram-se anos, e o Alan finalmente foi solto, agora com 16 anos, e foi colocado num projeto de ajuda a menores em sua situação. Acontece que nessas horas sempre surgem as piores amizades, e, agora, ele vem aprontando mais do que nunca.

Acontece que, como o pai e a mãe dele estão presos, e a avó tem mais de 60 anos, minha esposa se tornou ‘responsável’ por ele, e nosso endereço se tornou a base para qualquer orgão que o procurasse. E assim foi, quando a homicidios chegou procurando por ele, por não estava mais no projeto, pela possibilidade dele estar envolvido em um homicídio. Não somente isso, dois homens apareceram por lá cobrando R$60 de uma bicicleta que ele teria perdido.

Desesperada, minha esposa saiu correndo para a casa da minha mãe, muito longe daquele bairro, onde ficamos por uma semana, até que alugamos um apartamento e rapidamente fizemos uma mudança na ‘surdina’. E aqui estou numa lan house escrevendo este texto para vocês.

Enfim, obrigado pela atenção, e até quando eu puder escrever algo novo.

Comentários

Comentários


Deixe uma resposta

3 pensamentos em “Como Os Atos De Outros Interferem Em Nossas Vidas