Medo: O LHC é a máquina do fim do mundo? 2


O LHC – Large Hadron Collider ou Grande Colisor de Hádrons – é o maior acelerador de partículas e o de maior energia existente do mundo. E causou medo em muita gente quando notícias começaram a aparecer, com uma teoria assustadora: o LHC poderia criar um buraco negro que acabaria com o planeta! E aí, o que será verdade e mentira em relação ao LHC?

LHC (2) x550

Para começar, é bom explicar, de maneira bem grosseira, para que foi criado o LHC: os cientistas querem descobrir qual é a menor parte de todas as coisas. Antigamente, acreditava-se que a menor parte de qualquer coisa fosse um átomo, quando descobriram as particulas. Diversas particulas diferentes, como o próton, o elétron e o bárion, foram encontradas, mas os cientistas descobriram que elas eram feitas de parte ainda menores. Então, o LHC é uma das diversas maneiras que o cientistam pensaram em usar para descobrir qual a menor parte das coisas.

Grosseiramente explicando, um LHC são como três grandes ‘pistas’ circulares de corrida: em uma, particulas vão acelerar prótons em velocidades altissimas em um sentido, enquanto outros prótons serão acelerados em outra ‘pista’, só que no sentido contrário. Quando ambos prótons de ambas as ‘pistas’ estiverem na máxima velocidade, irão se encontrar na ‘pista’ restante, tentando que se os prótons colidam entre si. O choque vai ‘quebrar’ os prótons e liberar energia, ajudando a descobrir qual seria a menor parte de um próton.

LHC (3) x550

Explicado o que faz o LHC, vamos direto ao ponto: sim, pode acontecer de surgirem buracos-negro no choque dessas particulas. Na verdade, muitos dizem que já deve ter acontecido algumas vezes. Entretanto, os buracos criados são de tamanho microscópico, emitem uma microscópica radiação, e desaparecem. Mas, existe uma chance minima que esse buraco-negro continue existindo, saia do LHC, atravesse planeta e fique grande o bastante para ameaçar a Terra, dentro de 10 bilhões de anos.

Mas para aqueles que estão mais tranquilos, um aviso: em nossa atmosfera, ocorrem a colisão de diversas partidas com uma força muito mais forte, há milhares de anos. E todas essas colisões possuem o mesmo risco que o LHC oferece – talvez pior. E isso acontece o tempo todo, inclusive, no exato momento que você está lendo este texto.

Comentários

Comentários


Deixe uma resposta

2 pensamentos em “Medo: O LHC é a máquina do fim do mundo?