Vídeo de candidato a presidência de 1989 previu a situação política atual 10 Comentários


As eleições de 1989 foram as primeiras desde 1960 em que os brasileiros votaram em seu presidente da república. 22 chapas de candidatos a Presidente concorreram na eleição, isso porque, uma vez que eram relativamente novos, os partidos políticos estavam pouco mobilizados e ainda não haviam coligações.

afif-juntos

Os principais candidatos foram Fernando Collor de Mello – do PRN, atual PTC – e Luís Inácio Lula da Silva do PT. Esta eleição também ficou conhecida como a desastrosa tentativa de Silvio Santos se candidatar a presidência, mas foi repugnada, por causa do erros do partido PMB – que fora extinto como pena.

Entre os 22 candidatos, estava Guilherme Afif Domingos, que atualmente é um administrador de empresas, empresário, vice-governador de São Paulo e ministro-chefe da Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República. Apesar dos poucos votos, Afif ficou bem conhecido por sua campanha e por seu jingle.

O vídeo a seguir é bem interessante, e é um desabafo do Afif sobre seus temores quanto o futuro político do país. Incrível como ele acertou tudo e o temor acabou se tornando real.

Comentários

Comentários


Deixe uma resposta

10 pensamentos em “Vídeo de candidato a presidência de 1989 previu a situação política atual

  • Gabriell Ribeiro

    Eu vi este vídeo 3 vezes e ainda não vi nenhuma referência dele ao futuro político do Brasil. E o pior: ele tem o discurso dos mais oportunistas do meio político. Vários foram os políticos que disseram que não eram de esquerda, nem de direita e que significavam o novo. Mas que novo é esse que nunca se compromete em romper seus laços com as classes que dominam? Que novo é esse que faz do convencimento barato da classe trabalhadora brasileira e de seu natural descontentamento com as estruturas de poder aí estabelecidas prometendo uma democracia mais ampla e tudo mais mas no final das contas continua sempre com as mesmas políticas!? Eu acho muito engraçado quando algumas pessoas dizem que ”precisamos retirar os corruptos, precisamos de um governo eficiente e blablabla” mas mantendo a atual estrutura política e econômica. Se qualquer um pode especular sobre o futuro político do Brasil, eu digo: Nos moldes atuais de política e econômica o Brasil vai continuar, pelos próximos 60 anos, sendo o país do futuro, a república das bananas, país de gente enganada e de gente oportunista.
    Infelizmente, enquanto as pessoas acreditarem que existe essa política mágica ”neutra”, que não é de esquerda nem de direita, os oportunistas continuarão a governar este país.
    O maior exemplo disso é o PSDB e o PT. Partidos corruptos, imundos, sem ideologia. Aquele que chama a política do PT de esquerda, precisa rever seus conceitos de política. Por outro lado, PSDB tornou-se o pior tipo de direita: aquela direita raivosa, que não constrói nada, só destrói e acusa.
    Aí outros dizem: só o povo unido vai acabar com essa sujeira do sistema. Concordo plenamente. Mas qual o objetivo do povo ao se unir? Simplesmente destruir os governantes? Vão ”formatar a máquina”? É isso? É como perfumar a merda. O que o Brasil precisa é de um socialismo sério e consequente e isso virá quando as pessoas entenderem que no capitalismo, um país auto-suficiente e periférico como o Brasil, será sempre colônica econômica de nações imperialistas do mundo inteiro.

    • Isabela

      Muito bo o comentário, também não vi ele falar nada sobre o futuro do Brasil.
      Concordo plenamente quando disse sobre os moldes da política e econômia…. E com certeza vai continuar a mesma coisa por muitos anos se não mudarem esses moldes!