Você sabia que quimera realmente existe? 4


A Quimera é uma figura mística caracterizada por uma aparência híbrida de dois ou mais animais e é considerada besta mitológica. A Quimera é uma criatura bastante conhecida entre os conhecedores de criaturas fictícias, bastante presentes em RPGs, jogos de videogame, história em quadrinhos e histórias fantásticas. E claro, fãs de Full Metal Alchemist sabem muito bem o que é uma Quimera. Mas, o que muitos não sabem é que uma Quimera é um animal real presente na natureza, e, em raros casos, é um animal presente dentro de nossa sociedade. Conheça como é uma Quimera real. Uma não, duas!

Quimera_by_Erikitto

Quimera_by_Erikitto



Lydia Fairchild e Jamie Townsend se separaram quando Lydia estava grávida de seu terceiro filho com Jamie. Durante o processo de separação, Lydia pediu os direitos de seus filhos, e teve de realizar um teste de DNA dela e de seus dois filhos já nascidos. O resultado foi um susto para Lydia: Jamie era o pai, sem dúvida, mas ela não era a mãe de seus filhos. Lydia fora acusada de fraude, e a justiça ameaçava tomar seus filhos. Mesmo com fotos, vídeos, depoimentos de familiares, e do próprio obstetra que realizou seu parto, a justiça acreditava totalmente no resultado do teste de DNA, que chegou a ser repetido duas vezes, com os mesmos resultados.

Quando Lydia fora dar a luz a seu terceiro filho, oficiais da justiça estavam presentes para que fossem realizados testes de DNA no nascimento da criança. O resultado foi que aquele recém nascido não era filho de Lydia. Lydia e sua familia ficaram arrasados, e a justiça, mesmo com seus representantes presentes em seu parto, ameaçava tomar a guarda de seu filho.

Para a sorte de Lydia, seu advogado ficou sabendo sobre Karen Keegan.

Karen Keegan era uma mulher na fila de um transplante de rins. Um dia, ela recebeu a notícia de seus médicos de que seu DNA não batia com o DNA de seus filhos. Apesar do caso não ter ido parar na justiça, seus médicos acreditavam que ela sofria de distúrbios psicológicos por pensar que as crianças eram suas filhas.


Entretanto, após vários exames de DNA, Karen disse aos médicos que fizessem DNA com um nódulo da tireoide que ela retirou anos antes, e que estava guardado. O resultado finalmente foi positivo, e uma profunda investigação em Karen descobriu uma característica raríssima, que provou que seus filhos eram realmente seus.

O advogado de Lydia prontamente informou a justiça da história de Karen e pediu uma investigação do DNA. E o resultado de Lydia foi o mesmo de Karen. E graças a isso, Lydia fora inocentada de todas as acusações.

O que Karen e Lydia não sabiam é que elas eram quimeras.

Você já ouviu falar de gêmeos idênticos? Também conhecidos como gêmeos univitelinos, eles são o mesmo óvulo que se divide e forma dois fetos com o mesmo DNA. Uma quimera é exatamente o contrário dessa ideia. Além dos gêmeos univitelinos, a maior parte dos gêmeos são, na verdade, gêmeos bivitelinos, onde dois óvulos são fecundados, e de cada um nasce um feto com DNAs diferentes. Entretanto, existem casos raríssimos onde um dos óvulos absorve o outro, e, consequentemente, os DNAs se misturam, e, determinadas partes do corpo são de uma DNA enquanto outras são de outro DNA, fazendo que um único ser tenho dois DNAs diferentes ao longo de seu corpo. Esses casos são chamados de quimerismo.

Lydia Lydia Fairchild e seus filhos

Hoje, Lydia vive em paz com seus filhos

Apesar de poucos casos de quimerismo terem sido reportados, acredita-se que eles sejam mais comuns do que se imagina, e que simplesmente nunca ocorre uma oportunidade de se identificar uma pessoa com essa condição. E caso você esteja pensando, sim, existem casos de hermafroditas diagnosticados com quimerismo, sendo estes hermafroditas de vários tipos, desde um homem com ovários até um hermafroditismo verdadeiro – no caso, o óvulos masculino e feminino são reunidos em um único ser, causando o hermafrodismo. Entretanto, essa não é uma verdade para a maioria dos hermafroditas.

Fonte

Comentários

Comentários


Deixe uma resposta

4 pensamentos em “Você sabia que quimera realmente existe?